Sendo muito novo, aproximadamente aos 7 anos, seu pai Julio Táccari, ensinou-lhe os primeiros tangos. É assim que, aos 9 anos, ganha o primeiro certame de tango no programa musical "HOJE ATUA VOCÊ", em Bahia Blanca.
Um tempo mais tarde, com apenas 14 anos, participa no "Primeiro Encontro Musical da Juventude Argentina", que se realiza no Luna Park e onde concorrem participantes de todas as províncias. Nessa ocasião obtém o primeiro prêmio no item "Tango", sendo entregue pelas autoridades do Governo Nacional e do Ministério de Bem-Estar Social.



Porém, é realmente aos 18 anos quando definitivamente chega a consagração com sua inclusão como cantor na Orquestra do Mestre Héctor Varela e com as famosas e tradicionais duplas com seu colega Jorge Falcón, fato pelo qual recebem Discos de Platino e de Ouro.

Em 1981 desvincula-se da Orquestra de Héctor Varela e começa a transitar um caminho de muito sucesso no mundo da música cidadã.
Já em 1985 grava o primeiro CD como solista, chamado de "O Cantor de Buenos Aires", é aclamado pelo público estrangeiro e percorre durante 3 meses todo o Japão junto com a Orquestra de José Basso, turnê que incluiu também o Canadá e a Colômbia.

Em 1987 grava o segundo CD: "La Voz de Buenos Aires".

Durante 5 anos consecutivos viaja à Holanda onde, em 1989, é premiado como o "Melhor Cantor Estrangeiro do Ano", pelo que recebe das mãos do Alcaide "O Coração de Ouro de Rotterdam".
No mesmo ano abre sua casa de tango em Buenos Aires, "TANGO MIO", junto com isso chega o sucesso definitivo como o público latino e realiza inumeráveis viagens ao Chile e ao Brasil (país que percorre desde antão 2 vezes por ano com espetacular sucesso).

Em 1992 a Argentina é selecionada como o Primeiro país latino-americano em realizar a abertura da ITB, Feira Internacional de Turismo, e o governo faz com que Fernando Soler apresente ao mundo seu espetacular show de tango, onde foi ovacionado por autoridade e figuras do mundo inteiro.
No mesmo ano grava "TANGO MIO", seu terceiro CD como solista.
Em 1994 realiza os seguintes festivais:

- Primeiro Festival do Tango em Cuba.
- Sexto Festival do Tango em Granada.

Em maio desse ano é convidado pelas autoridades do Chile e da Argentina para a inauguração da Academia Nacional do Tango no Chile; mais tarde é convocado pelo governo da Cidade de Buenos Aires para representar à cidade em "A Semana Argentina em Berlim".

Em 1996 inaugura "SEÑOR TANGO", espetáculo pelo qual recebe inumeráveis distinções, tais como a declaração do espetáculo como de "Interesse Parlamentar e Cultural", outorgado pelo Congresso da Nação; "Interesse Turístico" pelo Governo da Cidade de Buenos Aires e pela Secretaria de Turismo da Nação.

Em 1996, ainda, foi escolhido "Personagem do Ano", por seu trabalho cultural e por ser Embaixador da Música cidadã.
A RAI, Rádio Televisão da Itália, transmite no final do ano de 1996 ao vivo desde "SEÑOR TANGO" de Buenos Aires, com um enlace com a Televisão Italiana e um brinde, recebendo o Novo Ano.

Em 1998 grava o quarto CD "LA PULPERA DE SANTA LUCIA", acompanhado por "Las Guitarras Argentinas".

Em fevereiro de 1999 é convidado pelo poeta Horacio Ferrer para realizar dois concertos da ópera "Maria de Buenos Aires", em Polônia, fato muito significativo pela grande repercussão obtida e os bons comentários.

Em abril de 200 grava na Semana Santa, "O SEÑOR TANGO" - AO VIVO - seu quinto CD.

Quase no final de 2001 se apresenta no "Teatro Colón" de Buenos Aires com seu espetáculo de 50 artistas em cena, como diretor e figura central do mesmo. Cabe destacar que, a partir da inauguração, o "Teatro Colón" teve muitas poucas e especiais atuações de espetáculos de tango. Neste importantíssimo e reconhecido teatro em nível mundial, estiveram presentes os mestres Aníbal Troilo, Astor Piazzolla, Osvaldo Pugliese e Mariano Mores, fato pelo qual obtém mais um novo reconhecimento, já que seu espetáculo é incluído entre os prestigiosos acontecimentos culturais e históricos realizados nesse teatro.

Ainda, no ano 2001, é indicado pelos Membros da Real Academia Argentina, presidida por Horacio Ferrer, como "Membro Honorário da Segunda Geração do Tango"; e volta a ser escolhido como "Personagem do ano" pela revista argentina "GENTE".

No final de 2002 recebe o Disco de ouro pelo CD "EL SEÑOR TANGO", enquanto prepara a gravação de dois CD, um com o Mestre Ernesto Franco e o outro romântico com a direção de Lisandro Andrones.

No ano 2003 tem uma agenda completa de trabalho no exterior:
Começando nos Estados Unidos, o Show de "Señor Tango" foi contratado pelo Estúdio Universal para oferecer o espetáculo durante 10 anos na localidade de Sunny Isles; e continuando em Punta del Este (Uruguai), Brasil, além das atuações em "SEÑOR TANGO" de Buenos Aires e o início das gravações.

Por tudo o acima comentado Fernando Soler volta a ser convocado para receber novamente o prêmio de "Personagem do ano".

No ano 2004 finaliza a edição dos CD "TANGUEROS DE LEY".

"Señor Tango" foi galardoado com o "The Bizz Awards 2005" como o "Melhor Musical de Tango" e Fernando Soler como criador e diretor. Prêmio que foi recebido numa cerimônia de gala em Houston e outorgado pela "The World Confederation of Business".
No mesmo ano, o símbolo de união cultural entre a Argentina e o Brasil, teve como protagonista mais uma vez o Sr. Soler: recebeu o "Marco da Paz", prêmio outorgado em São Paulo pelas atuações ininterruptas do show no Brasil.
Durante o ano 2006, o espetáculo de Senhor Tango e Fernando Soler, participaram no 7.º Festival de Tango em Krefeld, Alemanha, cidade emblemática e reconhecida pela origem de Henry Band, criador do bandoneon.
Nesse ano, a Comissão de Cultura da Nação, declara de Interesse Cultural a Obra e Trajetória do artista e criador de "Señor Tango", sob a Ordem n.º 1058.
Em 14 de julho de 2006, Fernando Soler recebe o galardão "Top of Business International" em São Paulo, Brasil.
Um ano mais tarde é escolhido "Empresário do ano" no item Espetáculo pela ADEA, Associação de Empresários Argentinos.

É assim como, no ano 2007, Fernando Soler faz 40 anos em companhia do tango, e como motivo de celebração, é indicado "Personagem Ilustre da cidade de Buenos Aires".
Em março de 2008, a Latin Academy of Recording Arts & Sciences premia o "Señor Tango", sendo reconhecido como a sede da entrega dos Grammys Latinos e por ser ícone da música nacional.
Neste ano Fernando Soler viaja a Belo Horizonte, Brasil, para receber o prêmio ao "Melhora Cantor Internacional", e a São Pablo para receber o de "Atração Turística Internacional" por "Señor Tango".

Atualmente Fernando Soler concluiu a edição de seu sétimo CD como solista com 34 músicos transcendentes, "INTIMAMENTE", onde apresenta seu primeiro videoclipe. O disco já está nomeado para os Grammys Latinos.
Por tudo o exposto, FERNANDO SOLER não é um improvisador neste gênero que já no berço escutou, crescendo com ele e pelo qual trabalhou incansavelmente durante anos. E apesar de muitas adversidades consegue assim erguer a "Bandeira do Tango" e levá-la como embaixador argentino no mundo inteiro, prestigiando nossa música com matizes perfeitos de luz, som e com encenações muito cuidadas, respeitando deste modo suas convicções.

Ou seja, já de criança apostou no tango em momentos onde parecia uma utopia, e a perseverança de tantos anos de trabalho o colocou dentro dos mais prestigiosos artistas de nosso país.


CD gravados como solista

- EL CANTOR DE BUENOS AIRES, Leopoldo Federico, José Colangelo
-
LA VOZ DE BUENOS AIRES, Walter Ríos
- TANGO MIO, Osvaldo Rizzo Pichuquito
- LA PULPERA DE SANTA LUCIA, Guitarras Argentina
- EL SEÑOR TANGO, Sexteto Juventango
- TANGUERO DE LEY, con Ernesto Franco
- INTIMAMENTE, con los 34 músicos más renombrados de la Ciudad de Bs. As.

Discos gravados com o Mestre Héctor Varela

- AZUCAR, PIMIENTA Y SAL, junto a Jorge Falcón
- HACEME CUCU…
- ASI BAILABAN MIS ABUELOS
- CANTAR, REIR, BAILAR
- GRANDES EXITOS DE HECTOR VARELA, junto a Jorge Falcón